Temais Telecom
CASO SUSPEITO

Hospital Regional de São Miguel do Oeste notifica primeiro caso suspeito à Vigilância Epidemiológica

A Vigilância Epidemiológica de São Miguel do Oeste foi notificada por ser o órgão responsável pela comunicação ao Estado.

17/03/2020 11h50Atualizado há 2 semanas
Por: Marcos Engel
Fonte: Assessoria HRTGB
532
Foto: Assessoria de Imprensa HRTGB
Foto: Assessoria de Imprensa HRTGB

Na noite de segunda-feira, 16, o paciente de São Miguel do Oeste, 31 anos, procurou o Pronto Socorro do Hospital Regional Terezinha Gaio Basso de São Miguel do Oeste – Instituto Santé com sintomas e relato de viagem para convenção em São Paulo na semana passada e retorno no dia 14 de março. Com o enquadramento nos critérios do Ministério da Saúde, foi realizada a primeira coleta de exames para Coronavírus (Covid-19).

Cliente foi recebido, triado com urgência e isolado para segurança dos demais pacientes e profissionais de saúde. Após avaliação médica, o paciente assinou termo de consentimento, responsabilizando-se permanecer em isolamento domiciliar por 14 dias, conforme protocolo do Ministério da Saúde.

Quando procurar atendimento médico

O Hospital Regional de São Miguel do Oeste orienta que as unidades hospitalares sejam procuradas somente em casos graves, considerando a proteção dos demais pacientes internados e profissionais de saúde, essenciais para este momento. Também reforça as medidas preventivas e básicas que podem ser seguidas por todos.

- Minimize a troca de acompanhantes no Hospital;

- Faça visita aos pacientes somente se necessário;

- Se estiver doente, evite contato físico com outras pessoas e aguarde a melhora em segurança, no seu lar;

- Procure o atendimento do Hospital somente se necessário. Ao apresentar sintomas graves, estaremos preparados para lhe atender;

- Sem pânico! Confie nas entidades públicas de saúde e siga as orientações repassadas;

- Sem notícias falsas! Não compartilhe informações sem a certeza que a fonte é de confiança. Procure o canal "Saúde sem Fake News", no endereço saude.gov.br/fakenews e confirme se a notícia é verdadeira;

- Lave as mãos com frequência, com água e sabão ou então esfregue-as com álcool em gel 70%;

- Ao tossir ou espirrar, cubra nariz e boca com lenço descartável ou com o braço, e não com as mãos;

- Evite tocar olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas. Ao tocar, lave sempre as mãos como já indicado;

- Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, toalhas, pratos e copos;

- Evite aglomerações e mantenha os ambientes ventilados;

- Cuidado com os idosos! Pessoas com mais de 60 anos fazem parte dos grupos de risco. Evite visitá-los em caso de suspeita de qualquer doença respiratória.

Assessoria HRTGB

Ele1 - Criar site de notícias