Temais Telecom
DIONÍSIO CERQUEIRA

Governador de Santa Catarina visita fronteira e sanciona lei que poderá contribuir para o crescimento local

Benefícios fiscais concedidos a produtos ou mercadorias oriundas de países membros ou associados ao Mercosul no estado catarinense, exceto produtos oriundos do Uruguai, serão condicionadas a entrada por portos secos ou zonas alfandegadas de Santa Catarina

14/03/2020 07h50
Por: Marcos Engel
Fonte: Fronteira Online
257
Foto: Fronteira Online
Foto: Fronteira Online

Vindo de São Miguel do Oeste o governador pousou de helicóptero no estádio Jacob Maran, por volta das 10h30 da manhã, dali ele seguiu até o auditório da prefeitura municipal onde foi recebido por lideranças locais, regionais e estaduais, dando início a solenidade de assinatura da Lei Estadual 17.762/2019 que passa a vigorar em agosto próximo,  em que dente seus artigos desta que "os benefícios fiscais concedidos a produto ou mercadoria oriunda de países membros ou associados ao MERCOSUL, cuja entrada no País se dê por via terrestre, no prazo de 1 (um) ano da edição da Lei, terão seu benefício condicionado à entrada e desembaraço da mercadoria em portos secos ou zonas alfandegadas situados no Estado de Santa Catarina e isso beneficia diretamente Dionísio Cerqueira, que é o único porto terrestre do estado. 

Uma lei muito comemorada e que promete impulsionar o crescimento regional com o aumento considerável das importações aqui pela fronteira e consequente geração de empregos.  Lideranças manifestaram preocupação quanto a agilidade no processo de liberação de cargas na aduana e reforçaram o projeto para a efetivação da privatização da aduana.  

O governador por sua vez se comprometeu a interceder junto ao governo federal pela efetivação da concessão do espaço.

Fronteira online

Ele1 - Criar site de notícias