Sábado, 30 de Maio de 2020 11:49
49991140414
Esportes ‘Vitória milionária'

Pela primeira vez no ano, Chape vence e avança na Copa do Brasil

Com a vitória contra o Boavista, Verdão embolsou R$ 1,3 milhão; próximo adversário é o São José (RS)

20/02/2020 08h45
Por: Marcos Engel Fonte: Clic RDC
Foto: Márcio Cunha/ACF
Foto: Márcio Cunha/ACF

Enfim chegou a primeira vitória da Chapecoense em 2020 e foi um triunfo ‘milionário’. No estádio Elcyr Resende de Mendonça, em Saquarema (RJ), a Chape, com novo treinador jogou melhor e venceu o Boavista por 2 a 0. A partida, válida pela primeira rodada da Copa do Brasil rendeu uma premiação de R$ 1,3 milhão para o clube. Os gols do jogo foram marcados por Aylon e Foguinho.

Devido ao regulamento da Copa Do Brasil, um empate classificava a Chape para a próxima fase da competição.  No primeiro jogo do novo técnico, a equipe de Santa Catarina se comportou bem na primeira etapa. O Verdão controlava bem o jogo e dominava o meio-campo, mas foi do Boavista a primeira chance do jogo. Aos 11’, Caio Dantas recebeu de Michel, ele dominou de peito e deu uma bonita bicicleta, mas o chute saiu fraco e Tiepo defendeu.

O Verdão continuou melhor na partida e conseguiu diminuir o ímpeto dos donos da casa. Aos 26’, em cobrança de escanteio, Vini Locatelli mandou para a área e Anderson Leite subiu no primeiro poste, mas cabeceou para fora. Dois minutos depois, aos 28’, novamente o camisa 08 da Chape participou do lance e cobrou uma falta para a área do time carioca, Kadu dividiu com a zaga e a bola sobrou para Derlan, que chutou para o gol. O goleiro Klever, bem posicionado fez a defesa com o pé.

Aos 31’ foi a vez do Boavista responder. O lateral Jean encontrou espaço entre a zaga da Chape e chutou forte com a perna esquerda, mas Tiepo faz bela defesa e manda a bola para o escanteio. Na cobrança, o goleiro da Chape espalmou a bola e ligou o contra-ataque do time catarinense. Ari Moura recebeu, ajeitou e chutou para o gol. Mais uma vez o goleiro do Boavista Klever fez a defesa.

Por estar melhor na partida, a Chape foi recompensada em Saquarema. Aos 40’, Aylon tocou para Renato, que devolveu para o camisa 18. O atacante do Verdão chutou na saída do goleiro Klever e fez o primeiro gol do time catarinense.

No fim do primeiro tempo a Chape precisou o Boavista e quase marcou o segundo gol. Aos 47’, Foguinho recebeu na entrada da área e bateu de canhota, mas a bola foi para fora. Logo na sequência, após falha da zaga do time carioca, a bola fica com camisa 45 do Verdão, que rolou a bola para Aylon. O atacante da Chape chutou rasteiro e Klever espalmou para o lado.

A segunda etapa começou com o Verdão novamente melhor. O time tinha uma postura totalmente diferente das outras partidas e conseguia criar inúmeras jogadas no ataque. Aos 11’, Vini Locatelli cobrou uma falta e Klever pulou para defender. Dois minutos depois, aos 13’, a Chape marcou novamente. Marcos Vinícius tocou para Foguinho, que chutou para o gol, a bola desviou na zaga carioca e foi para o fundo das redes do goleiro Klever.

Após o segundo gol do Verdão, o Boavista começou a atacar mais o time catarinense. Aos 22’, Jean fez um cruzamento, a bola desviou na zaga da Chape, mas Tiepo bem posicionado faz uma bonita defesa. Aos 33’, o goleiro do Verdão apareceu novamente. Renan Donizete levou pelo lado esquerdo do campo e chutou cruzado, mas novamente Tiepo pulou e pegou a bola.

Fim de jogo em Saquarema. Com ótima atuação, Chapecoense vence o Boavista fora de casa e avança na Copa do Brasil.

O próximo adversário da Chapecoense na Copa do Brasil é o São José (RS). A partida está marcada para a quinta-feira (27), em Porto Alegre. Agora, o Verdão volta as suas atenções para a recuperação no Campeonato Catarinense. No domingo (1), Figueirense e Chape se enfrentam no Orlando Scarpelli, em Florianópolis, pela sétima rodada do estadual.

Ficha Técnica

Boavista x Chapecoense

Local: Estádio Elcyr Resende de Mendonça, Saquarema (RJ)

Data: 19 de Fevereiro de 2019, Quarta-feira

Horário: 19h15 (horário de Brasília)

Árbitro: Rodrigo D’Alonso Ferreira

Assistentes: Helton Nunes e Henrique Neu Ribeiro

Boavista: Klever 1; Wellington Silva 2, Douglas Pedroso 5, Elivelton 14 e Jean 6; Fernando Bob 8, Jefferson Renan 7 (Luís Soares 16), Erick Flores 10, Tartá 11 (Renan Donizete 18) e Michel 23 (Guilherme Costa 27); Caio Dantas 30. Técnico: Paulo Bonamigo

Chapecoense: Tiepo 98; Marcos Vinícios 22, Kadu 4, Derlan 34 e Alan Ruschel 24; Anderson Leite 26, Vini Locatelli 8 e Foguinho 45 (Tharlis 85); Renato 19 (Lima 32), Ari Moura 7 (Paulinho 94) e Aylon 18. Técnico: Umberto Louzer

Cartão Amarelo: Erick Flores (BOA), Kadu (CHA)

Gol: Aylon (CHA) e Foguinho (CHA).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias