Temais Telecom
Economia

Juros a 5% ao ano: vale mais a pena investir em fundos ou poupança?

Taxa Selic cai ao menor nível da história; estudo mostra que, mesmo com rendimento menor, poupança ganha da maioria dos fundos de renda fixa

31/10/2019 09h04
Por:
Fonte: Noticias.R7
Divulgação
Divulgação

O Comitê de Política Econômica (Copom) derrubou, pela terceira vez consecutiva, a taxa de juros básica da economia, a taxa Selic, para o novo recorde mais baixo da história — 5,0% ao ano.

Com essa nova queda, a rentabilidade da poupança cai a 3,50% ao ano, ou 0,29% ao mês. A esse nível de rentabilidade, os fundos DI que cobram taxa de administração acima de 1% ao ano perdem da poupança em quase todos os cenários, exceto quando a aplicação for por prazo inferior a um ano, mostra estudo da Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade).

Quando a taxa Selic está abaixo de 8,5% ao ano, o rendimento da poupança cai de 0,5% ao ano + TR (Taxa Referencial) para 70% da Selic mais TR.

Para quem tem investimentos na poupança antiga, a recomendação é manter o dinheiro nela, pois garante remuneração de 0,5% ao ano mais TR.


Cobrança de IR e taxas fazem a diferença

A diferença da rentabilidade diante dos prazos se dá porque nos fundos de investimento acontece a cobrança de Imposto de Renda pela seguinte tabela:

Investimentos de até 180 dias = alíquota de 22,5%

De 181 a 360 dias = alíquota de 20%

De 361 a 720 dias = alíquota de 17,5%

Acima de 720 dias = alíquota de 15%


Assim, investimentos mantidos por prazo mais longo nos fundos pagam menos Imposto de Renda. A poupança não tem cobrança de taxa de administração nem Imposto de Renda.

Se deixar o dinheiro por um ano, quanto dinheiro terei?

Se alguém investir R$ 10 mil na poupança por 12 meses, teria um rendimento de 3,50% ao ano, ou R$ 350, totalizando R$ 10.350 na aplicação. Se aplicasse o mesmo em um fundo de investimento com taxa de administração de 0,5%, o retorno seria maior: de 3,78%, ou R$ 378.

Com taxa de administração de 0,5%, os fundos de investimento têm rentabilidade superior à poupança em todos os prazos, até mesmo abaixo de seis meses, quando o Imposto de Renda pago fica na maior alíquota possível: 22,5%.

Se o fundo tiver uma taxa de administração de 1%, o investidor terá um rendimento de R$ 354, ou 3,54% ao ano. Observe, porém, para que isso aconteça o dinheiro precisa ficar investido por um ano. Se ficar por menos de seis meses, o rendimento do fundo perde da poupança e entre seis meses um ano, o rendimento empata com o da caderneta.

A uma taxa de 1,5% ao ano, o rendimento do fundo passa a perder da poupança. Para um ano, a aplicação em fundos teria retorno de 3,41% ou R$ 341. Nesse nível de taxa, só mantendo o dinheiro por dois anos para ganhar do rendimento da poupança.

Taxa acima de 2% ao ano detona rendimento

Com taxa a 2% ao ano, o rendimento dos fundos perde da poupança em qualquer período de tempo que o investidor mantiver o dinheiro aplicado. Em um ano, o rendimento seria de R$ 317, ou 3,17% ao ano.

Se esse fundo cobrar 3% ao ano, o rendimento vai abaixo de 3%. Na contagem mensal, o investidor que deixar o dinheiro aplicado com essa taxa por apenas seis meses em um fundo, obtém um retorno de 0,22% ao mês, ante 0,29% da poupança. O dinheiro aplicado por um ano com incidência dessa taxa de administração rende R$ 280, ou 2,8% ao ano.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.