Temais Telecom
BRASILEIRÃO 2019

Nico López desencanta, marca gol e titulares do Inter batem o Botafogo

Antes da decisão pela Copa do Brasil, Odair escala time com força máxima, Colorado joga bem e vence por 3 a 2

02/09/2019 14h09
Por: Fronteira Online
Fonte: Oeste em Foco
Ricardo Duarte | Inter
Ricardo Duarte | Inter

O Inter precisava dar uma resposta ao seu torcedor após a eliminação na Libertadores. E ela veio com vitória dos titulares, escalados surpreendentemente por Odair Hellmann. Em um Beira Rio com pouco público, o Colorado bateu o Botafogo por 3 a 2, neste sábado, em jogo válido pela 17ª rodada do Brasileirão. De quebra, ainda ganha confiança para a decisão contra o Cruzeiro, pela semifinal da Copa do Brasil, na próxima quarta-feira. 

Os gols do Inter foram marcados por Rodrigo Lindoso, Edenílson e Nico López, que voltou a marcar depois de 150 dias sem balançar as redes. Diego Souza descontou para o Botafogo, que chegou a ter um gol anulado corretamente pelo árbitro de vídeo. No fim, Marcinho ainda descontou. Com o resultado, o Colorado chegou aos 27 pontos, mas permaneceu na sétima colocação. Já a equipe carioca estacionou nos 23 pontos e está na décima colocação.

Agora, o Inter volta suas atenções para a grande decisão da temporada. Na quarta-feira, o Inter faz o jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil, contra o Cruzeiro, às 21h30min, no Beira Rio. Um empate garante a classificação do Colorado na decisão da competição. Pelo Brasileirão, o próximo compromisso é no sábado, às 19h, contra o São Paulo, no Beira Rio.

Inter faz bom primeiro tempo e marca no fim 

O técnico Odair Hellmann surpreendeu. A tendência era que o comandante mandasse à campo uma equipe reserva, preservando os jogadores para a partida de quarta-feira, pela Copa do Brasil. No entanto, escalou quase força máxima. As exceções foram o meia D'Alessandro e o lateral Bruno. Nico López e Zeca iniciaram o jogo.

O Inter iniciou o jogo com uma postura mais agressiva em comparação ao confronto contra o Flamengo, na quarta, pela Libertadores. Nos primeiros dez minutos, finalizou em duas oportunidades. Primeiro levou mais perigo com Guerrero. Depois, Patrick tentou, mas mandou longe do gol de Gatito Fernández. 

Aos 23 minutos, o Inter teve grande chance. Guerrero começou jogada de contra-ataque e abriu para Patrick, que em velocidade arrancou e achou Edenílson na entrada da área. O meia bateu rasteiro, colocado, obrigando o goleiro Gatito Fernández a fazer grande defesa, com a mão esquerda, mandando para a linha de fundo. 

Com a iniciativa do jogo, o Inter manteve mais posse de bola ao longo de toda a primeira etapa. Apesar disso, levou um susto antes do intervalo: o Botafogo chegou a colocar bola no travessão, em chute de Luiz Fernando, de fora da área.

Mas foi o Inter quem abriu o placar, como um prêmio pelo melhor primeiro tempo que fez diante dos cariocas. Após escanteio pelo lado esquerdo, batido fechado na primeira trave por Rafael Sobis, Rodrigo Lindoso apareceu sozinho na frente de Gatito Fernández para complementar de cabeça para o fundo do gol.    

Nico desencanta e Inter vence 

Na volta do intervalo, uma surpresa. O técnico Eduardo Barroca tirou o goleiro Gatito Fernández, e colocou em campo o reserva Diego Cavalieri. O titular da posição teve uma indisposição e, por isso, deixou o gramado. 

Logo no início do segundo tempo, o Inter ampliou a vantagem. Aos sete minutos, o Botafogo errou no campo de ataque e a bola se apresentou para Nico López, que puxou o contra-ataque pelo lado esquerdo. Ele conduziu e levou até a grande área para Edenílson, que bateu colocado para ampliar.

Na sequência, o Botafogo chegou a descontar. Luiz Fernando fez jogada pela direita e cruzou rasteiro para Alex Santana empurrar para as redes. No entanto, o árbitro flagrou toque de mão na origem da jogada e anulou o gol. 

O gol do Botafogo que iria valer só viria aos 17 minutos do segundo tempo. Marcinho cobrou escanteio na pequena área, e Diego Souza subiu mais alto que a defesa do Inter, vencendo Marcelo Lomba e reacendendo a esperança dos cariocas. 

Após o Botafogo descontar, o jogo ficou corrido. O Botafogo gostou da partida e criou chances, e as equipes passaram a trocar golpes em jogadas de velocidade. Assim, os contra-ataques foram explorados pelas duas equipes. 

Nico López, um dos destaques individuais do jogo, foi um dos que mais teve chances de ampliar. E foi ele quem definiu o placar, encerrando o jejum. O atacante tabelou com Rodrigo Lindoso, invadiu a área e finalizou na saída de Diego Cavalieri.

No fim, o Botafogo ainda descontaria de novo, com Marcinho, no último lance do jogo. O gol foi insuficiente para a reação do Botafogo, e o confronto terminou com vitória do Inter por 3 a 2. 

Brasileirão 2019 - 17ª rodada

Inter 3

Marcelo Lomba; Zeca, Rodrigo Moledo, Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Patrick, Edenílson (Nonato), Rafael Sobis (Wellington Silva) e Nico López (D'Alessandro); Guerrero. Técnico: Odair Hellmann

Botafogo 2

Gatito Fernández (Diego Cavalieri); Marcinho, Joel Carli, Gabriel e Gilson; Cícero, Alex Santana e João Paulo (Vinicius); Lucas Campos (Fernando), Luiz Fernando e Diego Souza. Técnico: Eduardo Barroca

Gols: Rodrigo Lindoso (43/1T), Edenílson (7/2T) e Nico López (37/2T); Diego Souza (17/2T) e Marcinho (49/2T)

Cartões amarelos: Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Nico López (Inter); Lucas Campos, Diego Souza, Cícero e Alex Santana (Botafogo) 

Árbitro: Dewson Freitas da Silva (PE)

Local: Estádio Beira Rio, em Porto Alegre (RS)

Público: 9.652

Renda: R$ 350.184,00

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.