Temais Telecom
“OPERAÇÃO ICEBERG”

R$ 3,5 milhões em golpes: polícia civil deflagra “operação iceberg” no Oeste de SC

Operação foi deflagrada na manhã desta segunda-feira e aconteceu em São Lourenço do Oeste (SC), Vitorino (PR), Quilombo (SC) e Chapecó (SC)

09/07/2019 15h28
Por:
Fonte: clicrdc.com.br
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Polícia Civil (PC) deflagrou na manhã desta segunda-feira (8), a “Operação Iceberg”. A operação se deu a partir de investigações da Delegacia de Polícia de Fronteira (DPCo-Fron) de São Lourenço do Oeste (SC) e deu cumprimento a quatro mandados de prisão temporária, oito mandados de busca e apreensão e sequestro de bens. Segundo a PC, os crimes foram de associação criminosa voltada para a prática de estelionato, duplicata simulada e lavagem de capitais, quem deram um prejuízo superior a R$ 3,5 milhões às vítimas dos crimes. A Operação contou com a presença de mais de 30 policiais civis, todos da Regional de São Lourenço do Oeste.

As investigações tiveram início quando duas pessoas foram presas temporariamente por estabelecimento comercial, para diversas fraudes nas cidades de São Lourenço do Oeste (SC), Pato Branco (PR) e Chapecó (SC).

Outras duas pessoas também foram presas temporariamente na Operação Policial desta segunda-feira, por suspeita de participação na associação criminosa, já que prestavam auxílio direto na ocultação dos produtos dos crimes, bem como na ocultação do patrimônio.

Segundo a Polícia Civil, há indícios de que o grupo praticava diversas fraudes contra o comércio em geral, com o fim de obter vantagens econômicas indevidas, sem qualquer intenção de saldar as dívidas contraídas. O grupo se valia de mecanismos destinados à ocultação dos produtos, bem como lavagem de capitais através da ocultação do patrimônio existente e deixavam prejuízos a diversos estabelecimentos catarinenses e paranaenses.

Conforme a PC, as prisões temporárias foram decretadas como medida imprescindível para a investigação policial. Elas possibilitarão a colheita de provas e são necessárias para que os suspeitos não atrapalhem as investigações. O sequestro de bens visa coibir a prática de disposição fraudulenta.

As buscas foram cumpridas nas cidades de São Lourenço do Oeste (SC), Linha São Roque, Vitorino (PR), Quilombo (SC) e Chapecó (SC). O resultado foi de diversas mercadorias, além de nove veículos, entre carros, caminhões e uma motocicleta.

A Polícia Civil também informou que foi deferido o pedido de bloqueio de contas bancárias, com o objetivo de assegurar os efeitos da condenação, além de reparação de eventuais danos a serem verificados no curso da investigação. Os presos foram encaminhados para os Presídios de Xanxerê (SC) e Chapecó (SC).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.